O que aconteceu com Laura San Giacomo?

Pode ser interessante fazer uma votação e ver quem se lembra Laura San Giacomo nos dias de hoje e quem pode olhar para você engraçado por perguntar sobre ela. Como alguém que cresceu atuando no teatro e se tornou muito popular em determinado momento, é meio difícil pensar que ela foi relegada a ser notada de vez em quando, mas ei, isso é o que acontece com algumas pessoas quando ficam mais velhas. Mas ao longo de sua carreira, ela assumiu alguns papéis que as pessoas podem facilmente lembrar e reconhecer, e tem sido muito divertido observá-la, já que em alguns papéis ela está um pouco exagerada, enquanto em outros ela tem sido ótima . De certa forma, Laura é um daqueles atores que foram ótimos por uma década e depois se acalmaram por um tempo apenas para seguir em frente e gradualmente ganhar a experiência e a sabedoria necessárias para mantê-la relevante e torná-la ainda mais interessante em alguns apontar. Sério, parece que é assim que a carreira dela tem ido, meio que sobe e desce de uma forma muito moderada que não é tão cada vez mais negativa a ponto de as pessoas se perguntarem como ela caiu tanto, mas também nunca foi visto uma das estrelas A mais proeminentes de Hollywood também, embora ela seja uma atriz premiada que já existe há algum tempo.

Existem alguns de seus papéis que se destacaram ao longo dos anos, como seu tempo como Kit De Luca em Pretty Woman . Desempenhar o papel de colega de quarto errática e impulsiva de Julia Roberts e a mulher que ensina Vivian (Roberts) a ser uma prostituta. Esse papel era meio estranho, já que Kit era o melhor amigo de Vivian, mas definitivamente parecia um pouco selvagem às vezes, e até um pouco ressentido quando parecia que Vivian havia se tornado um pouco sofisticada demais para seu gosto. Mas ela desempenhou bem o papel e era fácil pensar que por mais arriscada que Kit pudesse ser, ela era do tipo que também poderia ser uma grande amiga e alguém que às vezes tinha os interesses de Vivian no coração. Alguns filmes depois, ela estava interpretando Crazy Cora em Quigley Down Under com Tom Selleck, e se sua personagem em Pretty Woman era excêntrica e errática, Cora era completamente maluca, já que ela era do tipo que simplesmente não conseguia parar de se mover às vezes e estava definitivamente operando sem todas as luzes acesas no andar de cima. Mas ela fez o papel parecer bom e foi definitivamente convincente.

Um papel, em particular, tem a ver com uma minissérie que acabou de ser publicada no CBS All Access, The Stand. A minissérie original que foi ao ar em 1994 era um pouco diferente da versão mais recente, e Laura dobrou como Nadine Cross, mas ela também desempenhou o papel combinada com aspectos de Rita Blakemoor desde que ela era uma consumidora de comprimidos e conheceu Larry Underwood em Nova York enquanto os dois estavam de saída. É justo dizer que ela desempenhou o papel um pouco melhor do que Amber Heard em alguns aspectos, mas havia algumas maneiras em que Heard era superior simplesmente porque ambas as minisséries eram diferentes o suficiente para oferecer uma experiência ligeiramente alterada. Nadine Cross não teve tanto tempo de tela na minissérie original, e ela não estava nem perto de ser bem-vinda por Mãe Abigail. Havia muitas semelhanças, já que Nadine ainda era favorecida por Randall Flagg, e ela tentou fazer com que Larry a aceitasse de volta. E sim, as cenas de morte ainda eram muito semelhantes, mas a cena da morte no original não era tão gráfica, e ela disse muito mais para Flagg antes de pular de uma varanda, sem quebrar uma janela. Mas uma de suas melhores falas era algo que alguns de nós esperávamos na nova série, mas foi deixada de fora, já que diz 'Estamos mortos e isso ... é ... inferno!' A essa altura, ela já estava grávida e definhando, mas teve seus momentos de lucidez. Mas sim, havia muitas maneiras em que Laura era muito melhor do que Amber, especialmente quando se tratava de seduzir Harold. Se ela fosse 20 anos mais jovem, ela teria sido um complemento perfeito para a série mais recente.

Seus papéis na TV também foram muito divertidos de assistir, desde um programa muito divertido de assistir, Basta atirar em mim! , só foi melhorado pelo fato de ter um grande elenco para ajudá-la quando necessário, como David Spade, Wendie Malick, George Segal e vários outros, bem como uma série de estrelas convidadas. Dizer que ela teve uma ótima carreira e ainda está fazendo seu trabalho seria correto, mas um eufemismo.