Os principais usos das músicas de Debbie Gibson em filmes ou TV

Debbie Gibson foi uma sensação nos anos 80 que não ganhou destaque até a segunda metade da década. Nesse ponto, os anos 80 já estavam começando a fazer a transição para o que viria a ser os anos 90 e seu som teve que mudar um pouco para refletir isso. Ela ainda tinha a natureza levemente saltitante e extravagante dos anos 80, mas a vantagem estava começando a aparecer e ela se encaixou nos anos 90 bem o suficiente para fazer a mudança em um ponto. Suas canções continuaram a ser tocadas e repetidas ao longo dos anos com alguma frequência, mas apenas na medida em que realmente correspondem ao programa de TV ou filme em que são apresentadas. Hoje você pode encontrar uma em cada dez pessoas que se lembra do nome dela, mas haveria pelo menos uma em cinco que se lembraria de suas canções depois de tocá-las.

Aqui estão algumas das maneiras como suas músicas foram usadas na TV e filmes.

5. Summer of Dreams - Wonderland

Filmes de TV que estrelam o cantor que está escrevendo parte da trilha sonora são bastante comuns, na verdade, ou foram em um ponto, já que é uma chance de se manter relevante e mostrar que a pessoa tem mais de um talento em seu nome. Debbie Gibson foi atriz, além de compositora e cantora, e ela se saiu muito bem em sua carreira. Ela pode não ter sido sempre a maior e mais conhecida personalidade, mas ela é boa o suficiente para se manter firme e desfrutar de alguma fama. Não é preciso muito para que as pessoas reconheçam e se lembrem de você, contanto que elas o conhecessem no início e realmente gostassem de sua música.

4. Family Guy - Lost in Your Eyes

Há momentos em que algumas pessoas precisam se gravar antes de fazer um teste para programas como American Idol. Sério, cantar no chuveiro e sozinho sem ninguém lá para lhe dizer que sua voz soa como a de um gato sendo estrangulado não é uma ótima maneira de tentar se estabelecer como um cantor que se fez sozinho. Na verdade, é meio engraçado ouvir como algumas pessoas reagem quando ouvem que têm uma voz terrível o suficiente para fazer o leite coalhar. Claro que nem sempre é a melhor reação, já que algumas pessoas pensam que os juízes, pessoas que estão na empresa há tanto tempo, sabem do que estão falando. Mas é engraçado do mesmo jeito.

3. Beavis e Butthead - Out of the Blue

Houve momentos em Beavis e Butthead em que você não conseguia entender por que certos vídeos estavam sendo reproduzidos, uma vez que seriam atacados impiedosamente pela dupla e, em muitos casos, ridicularizados da mesma maneira. Esses dois sempre foram conhecidos por estarem entre os personagens mais obscuros que a MTV já havia criado e, ainda assim, eram ouvidos por tantos que ficava confuso o porquê. A animação deles não era tão boa e na verdade eles eram um par de idiotas que vagavam pela vizinhança quando não estavam grudados no sofá tentando soar como se soubessem de alguma coisa.

2. Beverly Hills, 90210 - Deep Down

É claro que ela fez a transição para os anos 90, ela tinha a aparência, o som e o talento para fazer isso e ela o fez em grande estilo por um tempo. E qualquer coisa que tivesse a ver com os anos 90 e estivesse na moda acabaria por chegar a 90210, ou pelo menos existir em sua órbita. Este show foi uma das maravilhas modernas que as pessoas acorreram na tentativa de estar na moda, popular e por dentro do que estava realmente quente e na moda. Houve aqueles que simplesmente não poderiam viver sem este show e aqueles de nós que gemeram e reviraram os olhos, mas o show foi sem dúvida um dos mais populares de sua época.

1. Debbie Gibson - Red Hot

Por algum tempo, o videoclipe tem sido uma das formas mais aceitas e populares de lançar uma música e manter a imagem pública de qualquer estrela. Embora o apelo do videoclipe tenha diminuído com o passar dos anos, ainda é algo divertido de assistir, pois traz ótimas lembranças e até age como uma espécie de bálsamo nostálgico para o jeito que as coisas estão agora, já que a indústria da música definitivamente avançou e cresceu. Os videoclipes ainda são uma coisa hoje, mas não são exatamente os mesmos de quando começaram a se tornar uma grande tendência na TV. De certa forma, é quase o que os artistas fazem quando sentem a necessidade ou têm tempo agora, uma espécie de projeto paralelo para apaziguar os fãs.

Embora Gibson fosse bastante popular, sua vida meio que desmoronou depois de um tempo, quando ela foi submetida a uma série de tentativas de perseguição por diferentes homens e quando ela começou a usar drogas logo após a morte de Prince, não muito tempo atrás. Desde então, ela se limpou e foi bastante franca sobre sua vida.