The Middle Season 7 Episode 12 Review: “Birds of a Feather”

O meio nunca foi um show para fugir das duras realidades da vida, então o episódio desta semana não é diferente. Axl tem um gostinho do mundo real quando começa seu novo estágio, que contrasta perfeitamente com a semana de trabalho de Frankie. Como Mike ressalta mais tarde, esses dois têm muito mais em comum do que imaginam.

Axl conseguiu um estágio na empresa local de lanches e bolos, e vamos apenas dizer que é uma coisa boa que ele ainda tem mais um ano e meio de faculdade. Ele aprende rapidamente que o trabalho de escritório é apenas isso: trabalho. Trabalho de graça. Cheio de tarefas servis, como pegar café, lavar a seco e aplicar o remédio para bunda de pássaro do ônibus. Tudo isso o apaga e ele não pode deixar de reclamar para sua família todas as noites. Ele tenta culpar seus pais por encorajá-lo a seguir seus sonhos quando criança, mas apenas até certo ponto. Agora que está mergulhando no mundo real, ele vê que a vida adulta não é glamorosa.

Se há uma coisa que Axl pode tirar de tudo isso é que ele não está sozinho. Por toda a sua vida, ele viu sua mãe trabalhar em sua lista interminável de empregos além de ser uma mãe em tempo integral. Ela ainda conseguiu manter o fast food na mesa todas as noites para a família, então ele sabe que o trabalho duro compensa. Agora que os dois sabem no que ele se meteu, pelo menos Frankie e Axl terão um ao outro para chorar.

Mike com tanta astúcia apontou para Frankie que ela é a maior chorona da família. Ele jura que nunca leva trabalho para casa, mesmo quando seu pé fica esmagado e ele ainda tem os dedos pretos para provar isso. Essa frase me quebrou porque é tão fiel ao seu caráter estóico. Frankie sempre encontra algo para reclamar, seja na Ehlert Motors ou em seu novo cargo no dentista. Em sua defesa, ela tem muito com que lidar agora que o escritório é tão sofisticado que na verdade a está desacelerando em vez de aumentar a produtividade.

Brick precisava da ajuda de seu pai para lidar com problemas de relacionamento com sua namorada. Por alguma razão, Cindy escolheu que poderia confiar em Mike para fazer todo o trabalho sujo e dar a má notícia a Brick de que ela beijou outro menino. Mike realmente não tem ideia do que fazer além de empurrar Brick para falar com ela ele mesmo. A única coisa que direi sobre esse enredo é que Mike provavelmente deveria ter tido aquela bela conversa de pai e filho com Brick antes de decidir que pagar $ 10 a Cindy resolveria quaisquer problemas futuros. Bem, ele vai viver e aprender. Como a vida.

Um professor realmente pressionou Sue a abrir sua visão de vida de “arco-íris e unicórnios”. Ele teve um pouco de sucesso, mas foi o melhor. Eu odiaria ver Sue ficar tão cansada porque uma pessoa não concorda ou não entende sua personalidade. O fato de que ela conhece sua maneira de pensar é única, mas ainda escolhe abraçá-la é doce. Ela nunca se tornará a ativista brava que abraça a árvore, mas talvez pelo menos tenha mais facilidade em se relacionar com outras pessoas que são tão diferentes dela. Essa é uma habilidade que será útil pelo resto de sua vida.

O que você achou desse episódio deO meio?

[Crédito da foto Michael Ansell / ABC]

The Middle Season 7 Episode 12 Review: “Birds of a Feather”
3

Resumo

Frankie e Mike entregam um amor difícil a seus filhos em um episódio revelador deO meio.

Enviando
Avaliação do usuário
4,67 (3 votos)