The Legend of Zelda: Análise do jogo Skyward Sword

Cinco loooooonng anos. Foi uma espera e tanto por um novo The Legend of Zelda para o Wii. Mas com Skyward Sword, essa longa espera finalmente acabou.

A LENDA DE ZELDA: ESPADA DO SKYWARD
Nintendo para Wii, avaliado como E10 + para todos com 10 anos ou mais

Jogabilidade:9,0
Gráficos:8,0
Som:9,0
Valor de repetição:7,5
Pontuação geral:8,7

Prós:É um Zelda totalmente novo; maneiras inventivas de jogar; montando Loftwing.

Contras:Jaggies nos gráficos mostram a idade do Wii; dicas podem ser confusas; controles demoram para se acostumar.

A Nintendo trouxe para você outra porção emocionante das misteriosas aventuras épicas do herói silencioso de Link. Desta vez, ele viaja entre dois mundos para resgatar a adorável Zelda. (O motivo pelo qual ela é chamada de Espada em direção ao Céu provavelmente tem algo a ver com os controles. Você levanta seu Wiimote bem alto sobre sua cabeça para o céu para obter um super poder de espada)

RESGATE DE BAIXO

Comece sua aventura bem acima das nuvens em um reino de fantasia supervisionado por uma bela deusa antiga. Há um monumento incrível no alto da cidade. Você deve verificar a estátua da deusa e explorar seus cantos e recantos para avançar no jogo. Você também encontra pessoas peculiares da cidade ao longo do caminho, incluindo crianças que querem intimidá-lo.

Na primeira hora ou mais, seu objetivo principal é resgatar seu amado Loftwing, um pássaro vermelho gigante que também é seu amigo leal. Você monta em suas costas para uma competição - mas primeiro você deve libertá-lo de uma masmorra bem escondida. Dica: quando Zelda vier ajudá-lo a encontrar Loftwing, não deixe aquele poleiro verde no penhasco (como cometi o erro de fazer). Basta olhar ao redor - com cuidado.

Em breve, você vai pular de uma prancha nas nuvens. Não se preocupe; você não vai morrer. Vindo em seu socorro está o seu fiel Loftwing. Decole em suas costas e voe para baixo, para baixo, para baixo através de um buraco nas nuvens rodopiantes. É um passeio emocionante.

OS DESAFIOS

Skyward Sword vem com um CD de trilha sonora comemorando os 25ºaniversário da série de jogos Zelda. Outro pacote apresenta um controle remoto especial dourado Wii Motion Plus. Você precisa da precisão do Motion Plus para, digamos, apontar sua espada corretamente ao lutar contra chefes no final dos níveis. Mas às vezes sua mira ou o dispositivo não são tão precisos. Isso faz com que você perca uma batalha.

Como muitos dos jogos Zelda, os quebra-cabeças podem ser difíceis, e isso geralmente é bom para a série. Com Skyward Sword, a Nintendo adicionou um recurso que permite que você obtenha uma dica quando estiver preso. Basta pressionar o D-pad do Wiimote.

Cuidado: as dicas podem ser vagas e confusas. No início, eles podem ser mais intrigantes do que os próprios quebra-cabeças. No início, essas dicas podem parecer especialmente inúteis quando você tem que resgatar um bonito Kikwi de uma árvore. Dica: Role para dentro do porta-malas.

APESAR DOS GLITCHES, INSPIRADORA

Depois de descobrir os prós e contras do jogo, as terras que você explora são vastas e maravilhosas. Mova-se através de um vulcão traiçoeiro para chegar ao misterioso Templo da Terra, onde você luta contra a boca de fogo Scaldera. Sinta-se maravilhado ao viajar para a Ilha das Músicas. No meio do caminho, explore a Cisterna Antiga, derrote os Koloktos de seis braços e obtenha um chicote muito útil.

Claro, o Wii está mostrando sua idade no que diz respeito aos gráficos (é por isso que haverá um novo Wii no próximo ano). Embora Skyward Sword tente dar a você os melhores gráficos de todos os tempos no Wii, ele ainda sofre com os serrilhados. É um crédito para o pessoal da Nintendo que a história e o jogo sejam tão atraentes que você nem sempre percebe os problemas com a exibição da arte.

Apesar de suas poucas falhas, Skyward Sword é o jogo para Wii a ser conquistado nesta temporada. Com mais de 40 horas de jogo, ele o manterá ocupado magicamente por semanas a fio.