The Flash Season 3 Episode 11 Review: “Dead or Alive”

Morto ou vivo

Desde que voltou do intervalo,O Flashcontinua em uma sólida tendência ascendente à medida que se sente cada vez mais como ele mesmo. O show estava em todo o lugar por um tempo e lutou para recuperar sua identidade, mas tudo parece que se acalmou, o que permitiu que o encanto natural de tudo voltasse. Cisco tem sido uma grande frustração ao longo da terceira temporada por causa de seu relacionamento desigual e não natural com Barry sobre Flashpoint. Muitos dos problemas do personagem pareciam forçados e até mesmo hipócritas em alguns pontos; no entanto, “Dead or Alive” consegue mudar isso completamente e fazer com que Cisco se sinta ele mesmo novamente.

O episódio da noite passada realmente faz um monte de coisas boas para a Cisco que cria ideias empolgantes para o resto da temporada. Cisco perdeu sua atitude adorável e encantadora quando Flashpoint aconteceu e, embora fosse inicialmente compreensível, a trama começou a parecer velha e repetitiva. “Dead or Alive” traz um foco revigorante para a história de Cisco ao dedicar o episódio aos seus poderes.O Flashentrelaça muito bem o tempo na tela com o desenvolvimento do herói da Cisco porque obviamente continuará como um fator de crescimento no futuro, mas evitará a sensação de barato ou imerecido no longo prazo. A história permite que a Cisco se conecte com personagens como Barry, mas ainda mais com o RH, e traga de volta os momentos pessoais que a Cisco compartilha com cada personagem. Foi muito bom ver o show cobrir o quanto Harrison Wells, não importa a forma, significou para a Cisco em seu crescimento como pessoa. Por mais pateta que o RH seja, ele realmente elogia o lado idiota da Cisco e os dois têm uma conexão. Esses são os tipos de interações que tornamO Flashtão bom, porém, porque os personagens parecem genuinamente se preocupar uns com os outros, e mesmo quando HR será levado de volta para sua Terra e condenado à morte, o que poderia mudar a linha do tempo e salvar Iris, eles optam por defender um homem que têm venha a considerar um amigo.

Junto com isso, “Dead or Alive” também revive Barry e como ele se conecta com todos os outros membros da equipe. Novamente, durante o período do Flashpoint, Barry nunca se sentiu como ele mesmo e estava tomando muitas decisões egoístas, o que é absolutamente diferente de seu personagem. A razão de Barry ser um herói tão admirável é por causa de sua abnegação e habilidade de sempre lembrar a todos no Team Flash sobre o grande papel que eles realmente desempenham. Embora esse aspecto estivesse faltando, é muito bom ver todos funcionando normalmente novamente, e a incorporação atual de Wally por Barry está ajudando muito. Entre a cena de abertura com as líderes de torcida e dizer a Wally que ele terá que salvar Iris, isso mostra o quanto Barry acredita em Wally e em suas habilidades. O episódio mostra Barry não perdendo tempo pensando no destino da mulher que ama, não escondendo segredos de seus amigos e, o mais importante, não sendo egoísta. A dinâmica do show perdeu essa sensação importante e é realmente reconfortante verO Flashretornar ao seu estilo regular para a segunda metade da temporada 3.

Todos esses ajustes também abriram espaço para os conflitos apropriados a serem apresentados nos episódios. “Dead or Alive” coloca uma grande ênfase em como Iris está lidando com certos aspectos do conhecimento de seu futuro. Ela passa o episódio tentando pegar um grande caso sozinha porque, embora não tenha medo de morrer, está preocupada em não deixar nenhum impacto para trás. É completamente compreensível nesta situação porque Iris está cercada por alguns dos melhores homens da cidade, que serão todos lembrados por sua dedicação ao povo. A personagem tem todo o direito de se preocupar com sua pegada, mas o maior problema dessa história é que ela realmente decifra. Iris é uma grande jornalista que mostrou aos telespectadores que não tem medo de se colocar no meio das coisas, se isso for o necessário para chegar à verdade; no entanto, “Dead or Alive” faz com que ela descubra o carregamento de armas e é bastante entediante. Não as cenas ou a história, mas apenas o enredo em si parece muito desanimador por ser a história com a qual Iris criaria seu legado. É apenas uma reclamação menor, mas esperoO Flashcontinuará a correr com sua devoção para descobrir a verdade para tantas histórias quanto possível.

No geral, este foi facilmente um dos episódios principais deO Flashaté agora, tudo porque finalmente recuperou a sensação normal do show. Se a escrita pode continuar a manter a sólida dinâmica da equipe e realmente aumentar o relacionamento de Barry e Wally como heróis,O Flashdeve parecer mais forte do que nunca no futuro. Uma coisa que será realmente interessante é se Cisco e Caitlin começarem a ter um papel maior no plano para salvar Iris. Barry possivelmente tropeçou em uma parte da resposta com Wally sendo rápido o suficiente para alcançar Iris fisicamente antes de sua morte, mas não pode ser tão fácil. O programa tem desenvolvido lentamente as situações de Caitlin e Cisco como meta-humanos e continua a explorar até onde seus poderes podem chegar. Não seria chocante ver Savitar ser manipulado por todos os membros do Team Flash, lutando por alguém com quem todos se preocupam pessoalmente. Independentemente,O Flashparece ter redescoberto sua posição e entregou alguns episódios excelentes e consistentes, o que deixa muita emoção na mesa enquanto o show continua a se aproximar do inevitável confronto com Savitar.

Outros pensamentos:

  • Essa história de abertura do RH foi ótima. Sério, amo aquele cara a cada semana.
  • Eu realmente gosto dos romances que eles dão à Cisco, eles parecem apropriados e é sempre um pequeno enredo secundário agradável.
  • A honestidade brutal de Julian é fenomenal, especialmente porque ele está se esforçando muito para ser legal e isso sai naturalmente de sua boca.
  • Wally cresceu muito em mim, seu personagem tem sido muito divertido desde que ganhou seus poderes de velocidade. Mal posso esperar para que ele e a equipe dinâmica de Barry cresçam mais.
  • The Flash Season 3 Episode 11 Review: 'Dead or Alive'
4,5