Crítica do episódio 5 da sexta temporada sem vergonha: “Refugiados”

Desavergonhadotem sido bastante sólido até agora, então não deveria me surpreender que houvesse um episódio estranho na mistura. Este é aquele episódio estranho. Houve algumas coisas interessantes que aconteceram, mas foi principalmente uma preparação para episódios futuros.

Eu tive um grande problema com este episódio, e era tudo sobre o momento em que os Gallagher foram expulsos de sua casa. A cena em que eles são finalmente removidos de casa se passa bem no meio do episódio. Fiona está parada no centro da casa Gallagher vazia, silenciosamente relembrando os anos que passaram lá como uma família. Essa cena parecia muito mais com o fim de uma série, e foi uma escolha terrível colocá-la no meio desse episódio. Eu queria sentir mais por Fiona, mas não podia porque aquele último momento foi muito breve e passaria para o próximo problema. Talvez seja mais realista, mas não gostei.

Minha parte favorita deste episódio foi a vingança de Amanda sobre Lip. Como Lip acabou com todas essas mulheres vingativas? Isso torna sua vida mais emocionante e arriscada. Portanto, Amanda não joga limpo, mas Lip não deveria ter confiado nela para estar sozinha em seu quarto. Ela twittou uma foto de Helene nua na cama de Lip, com uma pintura única logo acima dela, e agora todo o campus sabe. Não vemos Helene depois disso, e Lip começa uma briga decente com o marido. A situação não parece ter muitas repercussões em Lip, mas isso será devastador para Helene. Na verdade, estou ansioso para ver como isso vai se desenrolar!

Outra cena que gostei foi quando V chamou Carl de sua farsa. Foi perfeito, honestamente. “Você acha que trancinhas deixam você preto? Quatrocentos anos de opressão deixam você negro e se você continuar com essa peruca (farsa), vou reverter George Zimmerman em você. Você me sente?' Foi apenas um grande momento, mas eu questiono se Carl vai levar isso a sério, ele é um adolescente, afinal.

A situação de Debbie era muito estranha e desconfortável de assistir. Assistir a Frank flertar com a Sra. Wexler me deu Díjà vu. Na verdade, várias coisas fizeram isso durante 'Refugiados'. Não vamos esquecer que V e Kev acolheram cerca de seis filhos adotivos, e isso realmente não acabou bem da última vez, e Fiona passa metade de um episódio ignorando a verdade sobre os Gallagher. A trama de Ian com os bombeiros era previsível e desinteressante, e as escapadas de Carl com um corretor de imóveis tiveram o mesmo efeito.

Parece que veremos mais Debbie e a família Wexler, e talvez sua transição de uma família para outra realmente marque a dissolução oficial do clã Gallagher. Veremos. Espero que o episódio da próxima semana seja um pouco mais emocionante, já que 'Refugiados' realmente errou o alvo para mim.

Crítica do episódio 5 da sexta temporada sem vergonha: “Refugiados”
3

Resumo

Os Gallagher's lidam com despejo e crescimento separado.