Once Upon a Time, temporada 4, episódio 20, revisão: “Lily”

Como a atual temporada da televisão está chegando ao fim, as coisas estão começando a esquentar ainda mais no Era uma vez .No episódio da noite anterior, Emma se reuniu com sua amiga perdida, Lily, e sua história de fundo foi explicada com mais detalhes.

Embora eu não seja um grande fã de alguns dos flashbacks em 4B, sempre sou um fanático por alguma história de fundo sobre Emma, principalmente porque a atriz que interpreta a versão jovem dela está espelhando Jennifer Morrison muito bem. Aprendemos que não foi por acaso que Emma e Lily se encontraram, e este episódio fez um bom trabalho explorando esse elemento. Foi tão doce quanto triste ver que Emma estava tão perto de ter uma família com a qual ela poderia ficar, embora seja muito melhor ela ficar com seus pais verdadeiros no final.

Ver Emma e Lily interagirem no presente foi muito mais intenso do que eu esperava, e embora eu não esteja realmente curtindo a provocação do show de Emma potencialmente descendo um caminho escuro, Morrison fez um trabalho excelente em fazer você pensar por um breve minuto que ela puxaria o gatilho. Provavelmente teria piorado ainda mais as coisas em Storybrooke se eles voltassem para casa e dissessem a Malévola: 'Então, sim, desta vez sua filha está morta, como morta-morta.' Também descobrimos como Lily aprendeu tudo sobre Emma e o povo da Floresta Encantada, quando o Aprendiz entrou em contato com ela quando ela ainda era adolescente e contou-lhe tudo. Não estou esperando que seja a reunião mais agradável, uma vez que todos eles voltem para Storybrooke.

Enquanto isso, de volta à nossa pequena cidade favorita, Gold fez uma visita a Will Scarlet e pediu-lhe para roubar de volta o coração de Belle de Maleficent. Não sei por que fiquei tão surpresa quando ele revelou que só queria para ela e não para si mesmo; Acho que todo o comportamento de Rumple nesta temporada me fez questionar ele e seu amor por Belle. No entanto, era bom que ele não tivesse que tentar controlar Will de forma alguma tomando seu coração; como Rumpelstiltskin admitiu, se havia uma coisa com a qual ele e Will se importavam, era Belle e seu bem-estar. Foi revigorante, pela primeira vez em muito tempo, não odiar Rumple no minuto em que ele entrou em cena.

O único detalhe que tenho sobre este episódio deEra uma vezfoi a cena em que Robin Hood descobriu que Marian é na verdade Zelena, cujo sorriso maluco só continua a ficar mais assustador (de um jeito ótimo). Embora Robin descubra que sua Marian está morta há anos e que a mulher com quem ele está todo esse tempo é na verdade uma das pessoas mais perversas (trocadilhos), ele sai com Regina? Não, não quer, porque, surpresa, surpresa: Zelena está grávida de seu filho. Isso provavelmente vai me fazer parecer sem coração, mas eu odeio que crianças por nascer possam bagunçar tanto as coisas, e é por isso que o final deste episódio me fez estremecer por ser desnecessário.

No geral, além dos meus problemas com a cena final, 'Lily' foi um episódio fenomenal que colocou tudo em movimento antes do episódio da próxima semana, o último antes do final da temporada de duas horas.

Once Upon a Time vai ao ar nas noites de domingo, 8 / 7c no ABC.

[Crédito da foto: Jack Rowand / ABC]