NCIS: Crítica do episódio 6 da 7ª temporada de Los Angeles: “Unspoken”

Os casos que são pessoais sempre atingem mais duramente, e esta semana é a vez de Sam receber uma explosão do passadoNCIS: Los Angeles.

Hetty e Granger informam a Sam que seu primeiro parceiro antes de Callen, um homem chamado Mark Ruiz, está sendo visto como uma pessoa interessada em uma apreensão do ATF que deu errado, especialmente porque Ruiz não consultou seus supervisores. Sam entra na equipe apenas para limpar o nome de Ruiz, mas não diz a eles por que Ruiz deixou o NCIS em primeiro lugar. O que não é de conhecimento público é que Ruiz deixou o NCIS por causa de um sério vício em drogas. Sam quer respeitar a história pessoal de Ruiz, mas Callen está preocupado com a possibilidade de Ruiz ter uma recaída. Seja qual for o caso, Callen fica perto de seu parceiro, nem que seja apenas para apoiá-lo.

Sam vai até a esposa de Ruiz para obter uma localização clara sobre seu ex-parceiro, e é um lembrete de que, entre as drogas e o trabalho, não seria a primeira vez que Ruiz escolheu outras coisas em vez de sua família. Quando eles finalmente alcançam Ruiz, ele não fica muito feliz em ver Sam e foge. Sam é forçado a prendê-lo e colocá-lo em uma caixa no barracão. Ruiz explica como a compra dos explosivos deu errado, mas ao mesmo tempo que ele está implorando a Sam para deixá-lo continuar a operação, ele está vagamente acusando Sam de traí-lo.

É claro que as linhas ficam borradas quando você se preocupa com alguém. Deixando de lado a própria falta de limites pessoais de Kensi e Deeks (evidentemente Callen e Sam ouvem muito mais do que o casal pensava), eles suspeitam de Ruiz e decidem cavar. Depois de serem bloqueados do arquivo NCIS lacrado de Ruiz, eles fazem mais algumas investigações e descobrem que Ruiz é um viciado. O cuidado deles com o amigo os coloca na ofensiva, mas Granger confia em Sam e pede que façam o mesmo.

Então Sam vai disfarçado com Ruiz mais uma vez para encontrar os explosivos. Esses ex-parceiros precisam aprender a confiar uns nos outros novamente para fazer o negócio funcionar e salvar a reputação de Ruiz. Isso é difícil de fazer quando Ruiz está sob a falsa suposição de que Sam dormiu com sua esposa enquanto ele estava na reabilitação. Sam é o homem mais leal, entretanto, alguém incapaz de trair sua própria esposa, muito menos dormir com a de seu parceiro. Ruiz acredita nele e prova isso salvando a vida de Sam e pegando uma bala por ele. Ele se recupera e parece que a fenda finalmente foi curada.

A lealdade pode ser uma ladeira escorregadia, mas quando combinada com um bom juiz de caráter, o resultado é muito recompensador.

[Crédito da foto: Neil Jacobs / CBS]