Crítica do episódio 10 da primeira temporada de Legends of Tomorrow: ”Progeny”

Embora houvesse muitos aspectos interessantes com o episódio desta semana de Lendas do Amanhã conforme íamos para o futuro, vimos a tecnologia de Ray tendo uma presença interessante e mais, o episódio parecia sem brilho e realmente não fez muito para progredir na história geral, já que nada foi realmente 'realizado'.

Algo que precisa ser apontado é que este episódio de forma alguma foi ruim ou algo assim, existem várias boas histórias que são apresentadas aqui que o prendem. Podemos ver flashbacks de uma das vidas passadas de Kendra com Carter e seus filhos filho onde eles revelam quem eles realmente são e que Vandal Savage está vindo para eles. Posso pelo menos apreciar esses flashbacks mais do que com seu programa de irmã,Flecha, que não teve a melhor sorte nesta temporada com suas histórias de flashback. Embora a única coisa que vou questionar com o flashback de Kendra seja, o que eles deveriam transmitir para a história que estava acontecendo no momento? Foi para refletir que ela ainda pensa em Carter e tem um amor por ele, apesar de ser feliz com Ray? Isso tinha algo a ver com sua conexão com Vandal? Eu não tinha certeza, embora tenha sido bom ver Falk Hentschel de novo e cara, barbeado o faz parecer completamente diferente ou o quê!

Fomos para o futuro porque eles planejavam matar um jovem Per Degaton, que acredito ser um velho vilão da Sociedade da Injustiça dos quadrinhos, mas posso estar errado, pois não estou familiarizado com esse personagem. O problema com isso não era o enredo em si, porque colocava Rip em uma posição desafiadora, que é onde o problema estava: era previsível que ele não o faria. Apesar de termos ido para o futuro, que tinha conjuntos de aparência incrivelmente impressionantes que eram mais do que eu esperava, simplesmente não achei que tivéssemos feito nada. No final, Per ainda é atraído por Vandal para matar seu pai e a linha do tempo ainda permanece a mesma, já que Per se torna um instrumento importante para Vandal dominar o mundo no futuro. Quando você está usando a viagem no tempo como parte de sua narrativa e como parte das formas de avançar o enredo, então algo deve acontecer a cada vez. Aqui, no entanto, nada é realmente afetado, pois não damos nenhum passo para frente ou para trás. Caso contrário, parece apenas um grande desperdício de um episódio e até agora, como eles têm tentado impedir Vandal, eles realmente não fizeram muito, se você parar para pensar.

Falando em coisas que foram desperdiçadas neste episódio, tivemos um lugar de convidado porVaga-lumea favorita dos fãs, Jewel Staite, como Rachel Turner, que é revelada como a tataraneta do irmão de Ray. Fiquei decepcionado por isso por duas razões: 1) a personagem dela não foi escrita como algo único, ela não tinha faíscas e se sentia como uma convidada desperdiçada. Número dois: desde quando Ray tem um irmão que por acaso se parece muito com ele, mas ainda não é seu irmão gêmeo? Parecia um dispositivo de enredo conveniente que, no final, realmente não parecia ter sido montado tão bem.

A única coisa que me deixou absorvido foi a conversa franca (ou devo dizer, soco a soco) entre os dois renegados, Snart e Rory, enquanto eles lidam com suas diferenças contínuas. No geral, embora não seja um episódio terrível, 'Progeny' simplesmente não parecia fazer nada para mover as coisas adiante, já que apenas fomos para o futuro para passeios turísticos, no máximo, com alguns momentos legais de ação e então ... nada.

Lendas do Amanhãvai ao ar nas noites de quinta-feira, 8 / 7c na The CW.

[Foto: Diyah Pera / The CW]

3

Resumo

The Legends tem que matar uma criança que terá um papel importante nos grandes planos de Vandal Savage no futuro no Legends of Tomorrow desta semana.