Crítica do episódio 3 da primeira temporada de Fear the Walking Dead: “O cachorro”

Depois de esperar duas semanas por causa do feriado do Dia do Trabalho, Temer os mortos andantes está de volta, e melhor que o último episódio, com certeza. “The Dog”, que me deixou apreensivo puramente por causa do título, era cheio de ação, com muitas cenas assustadoras e de suspense.

O episódio começa com Travis e sua família dentro da barbearia, se escondendo dos saqueadores de Los Angeles. Chris olha pelas cortinas para ver a clássica aparência de zumbi que conhecemosMortos-vivos.Chris chama seu pai, mas Travis descarta as preocupações de seu filho.

As duas famílias discutem o que fazer a seguir, colocando a importante questão de 'O que acontece quando o que está lá fora entrar aqui?' Travis está determinado a esperar até que o caos chegue até eles. Os saqueadores invadem as lojas do outro lado da rua e na porta ao lado, causando um incêndio, e todos eles devem sair da barbearia. O grupo deles sai correndo da loja e entra na movimentada rua de Los Angeles. Chris vê um policial, agora um zumbi, comendo outro policial e, novamente, Travis o protege da verdade.

Eles abrem caminho para o caminhão de Travis através de zonas de construção, e cara, não há pior lugar para estar durante o apocalipse! Griselda fica para trás e um andaime cai sobre ela. Todos correm de volta para buscá-la e, felizmente, Travis só precisa carregá-la um pouco antes de chegarem ao caminhão. O pé de Griselda está gravemente ferido e Eliza a ajuda tanto quanto pode, mas insiste para que Travis pare em um hospital. Eles se afastam e eu acho que não há como eles saírem de Los Angeles sem problemas, mas eles saem.

Eles encontram o hospital mais próximo, e o caos que se segue foi de longe minha cena favorita de todo o episódio. Travis e sua família passam lentamente e vemos as consequências da fuga em um hospital. Policiais com equipamento anti-motim cercam o prédio, atirando em zumbis em batas de hospital. Esta cena nos força a lembrar que a primeira experiência de Rick com o apocalipse foi em um hospital e, devido à natureza do vírus, é provável que os necrotérios dos hospitais tenham sido os primeiros a ir. Finalmente, quando a caminhonete sai do hospital, Los Angeles escurece.

Enquanto isso, Maddie, Alicia e Nick se estabelecem para jogar Banco Imobiliário. Eles trancam a casa e procedem como qualquer noite de jogo familiar normal. Maddie está determinada a esperar por Travis, mas as crianças se perguntam quanto tempo é muito tempo. Eles fazem pequenas referências ao que provavelmente aconteceu com seu pai ausente e sua partida.

O blecaute atinge sua casa, e Maddie encontra um motivo para enviar Alicia para outra sala para que ela e Nick possam discutir a situação. Nick, a única pessoa que tem algum sentido neste show, diz a Maddie que ela tem que contar a verdade a Alicia. Alicia ouve outro barulho do lado de fora, e isso atrai todos para a porta de correr traseira (Medofiz esta cena perfeitamente; Eu definitivamente pulei por causa de quão lento e assustador foi). Eles abrem a porta e um maldito Shepard alemão tropeça para dentro. Neste momento, eu estava com muita raiva, primeiro porque agora eu seiMedoestá prestes a se envolver no tropo do cão do apocalipse, e em segundo lugar. porque eles deixam a porta deslizante aberta.

Maddie vê o Sr. Dawson, agora zumbificado, na frente, e Nick insiste em encontrar uma arma na porta ao lado para proteção. Por que diabos isso seria uma boa ideia? Sim, vamos deixar a casa já segura para lutar contra a coisa perigosa! Certo! Não. Não vamos. Eles vão de qualquer maneira, por um labirinto muito elaborado e desnecessariamente barulhento para chegar à casa do vizinho.

Nick procura por uma arma e a encontra, e o cachorro começa a latir em sua casa novamente. Alicia olha e diz à mãe que tem alguém na casa deles, porque, você adivinhou, eles não fecharam a porta de correr! O Sr. Dawson inevitavelmente mata o cachorro, assim que Travis para na garagem.

Este episódio foi repleto de momentos em que gritaria “Não, não entre aí!” teria sido muito útil. Talvez Maddie não grite; quem sabe? Ela não pode ter problemas com o barulho que atrai os zumbis, porque eles passam por aquele labirinto mais uma vez, enquanto Nick descobre que eles esqueceram o resto das bombas na casa do vizinho. Alicia corre de volta para pegá-los. Alicia também é a única que não entende a situação totalmente, e é por isso que você conta a todos o que sabe.

Travis entra na casa e encontra o Sr. Dawson comendo o cachorro e, claro, temos que tirar uma foto do cachorro morto (não poupe sentimentos,Medo,por todos os meios). Travis tenta falar um pouco com o homem morto e, em seguida, tenta matá-lo com as próprias mãos. Maddie corre com a arma, mas Travis não faz nada de útil com a arma. Daniel pega a arma de suas mãos e atira no Sr. Dawson duas vezes na cabeça.

Alicia pega as conchas da mesa assim que vê um par de pés no corredor, e pelo menos ela tem o bom senso de correr ... mas através do labirinto barulhento. Susan, a zumbi, a segue e agarra Alicia pelo arame. Depois de ouvir seus gritos, Chris corre para trás e ajuda Alicia a pular a cerca. Ela o empurra, furiosa por ele a ter ajudado.

Alicia olha para Susan alcançando a cerca em terror e pergunta o que há de errado com ela. Travis diz a ela que Susan está doente e Nick se aproxima para dizer: 'Ela não está doente, está morta'. Obrigada, Nick! Honestamente, estou cansado de todos neste show ficarem cara a cara com esses monstros e pensar que essas pessoas estão tudo menos mortas. Como pode Maddie enfrentar várias dessas pessoas e não perceber que tudo o que eles querem fazer é comê-la?

Maddie e Eliza têm um pequeno momento em que Maddie claramente pede que Eliza a coloque no chão se ela acabar como Susan. Essas linhas estão na mesma linha queMortos-vivos, mas eles não combinam com a forma como Maddie age em torno de zumbis. Ela parece uma mulher forte, mas ainda está tentando falar com pessoas mortas. Os roteiristas precisam escolher uma personalidade para Maddie, porque se ela continuar mudando, não vou acreditar que ela entende a ameaça.

Travis perde seu tempo enterrando o Sr. Dawson pela manhã, e ele até mesmo coloca o lixo no meio-fio. Daniel dá a Chris algumas dicas sobre a arma e Travis desaprova. Pois é, depois de tudo o que aconteceu na noite anterior, ele não acha que seria útil saber se defender. Maddie vai até Susan, alcançando a cerca, determinada a matá-la para que seu marido Patrick nunca a encontre naquele estado. Infelizmente, Travis a convence a desistir, o que é uma falha fatal. Este momento realmente mostra que Maddie está aceitando os eventos dos últimos dois dias, mas se Travis constantemente a puxa para fora desses pensamentos, todos eles podem morrer como resultado.

Daniel, o marido de Griselda, é o mais inteligente do grupo. Ele discute com sua filha, Ofelia, ao sair com a família de Travis pela manhã. Ele diz a eles que não precisam ficar com estranhos e que a família é o mais importante nessas situações. Gosto de Daniel por ser muito sensível, mas ele não sabe que, sem o tratamento adequado, Griselda morrerá (como disse Eliza) e isso pode ser sua ruína. Ofelia implora a seu pai para ir com eles porque eles são pessoas boas, e ele diz: “Pessoas boas são as primeiras a morrer”, que é a melhor linha noTemer os mortos andantesaté aqui. Me inscreva no Team Daniel: ele sabe o que fazer quando o mundo acabar.

Travis, Eliza e Maddie saem do bairro com seus respectivos filhos, e o bairro parece intocado. Acima, um helicóptero militar ecoa alto. Maddie sai do bairro bem a tempo de ver Patrick estacionar em sua casa, sem saber que sua esposa morta espera no quintal. Maddie, em sua incapacidade de gritar 'Ei, Patrick, espere, não entre', dirige até a casa e corre para dentro. Ela corre até Patrick bem a tempo de vê-lo abraçar sua querida Susan falecida e então ... um esquadrão do exército entra e atira na cabeça dela. Patrick parece não ter mordido. Os oficiais do exército arrastam todos para longe, incluindo Maddie.

Mais tarde, Maddie faz perguntas aos oficiais do exército para as quais eles não têm respostas sólidas. No entanto, as tropas patrulham o bairro e um avião sobrevoa, dando a sensação de que tudo está bem e o caos acabou. Daniel observa da janela um homem uniformizado borrifar um X preto na casa do outro lado da rua e dizer à família que 'Já é tarde demais'.

Muita coisa aconteceu neste episódio, e foi, na maior parte, uma hora impressionante deTemer os mortos andantes. Eu estava muito nervoso durante a maior parte dele, quando não estava, eu gritava com os personagens por causa de seu absurdo geral.Medoé divertido para o início do apocalipse, que nunca vimos em sua série original, mas eu me pergunto o quão longe este show pode fazer o apocalipse zumbi parecer novo antes de se tornarMortos-vivos:Costa oeste. Pensei que talvezTema o Andarse concentraria mais em um gráfico do Paciente Zero, mas parece levar mais em direção ao mesmo sentimento queMortos-vivos.Com apenas três episódios restantes em sua primeira temporada,Medodevemos tomar uma decisão sobre para onde está indo e, com sorte, será em uma nova direção que todos ainda estamos dispostos a assistir.

[Foto via AMC]