Crítica do Demolidor, Temporada 1, Episódio 3: “Coelho em uma Tempestade de Neve”

Até agora, Temerário teve um começo ridiculamente bom. Os dois primeiros episódios da série ainda não decepcionaram em nenhum aspecto. A Marvel sabe claramente o que estão fazendo, masTemeráriodeu aos fãs uma visão realista do mundo e nos mostrou que o MCU não é arco-íris e borboletas com os mocinhos facilmente salvando o dia. Vimos Matt ser encontrado quase morto em uma lixeira, mas ele reconhece a necessidade de continuar perseguindo essa tarefa.

O episódio 3, intitulado “Coelho em uma tempestade de neve”, começa com uma cena de boliche bem misteriosa. Um cara, mais tarde revelado como John Healy, acaba matando três homens porque eles não o incluem em seu jogo privado (e por morte, quero dizer, ele esmaga a cabeça do líder do grupo com uma bola de boliche). Achei que essa era uma cena incrível, mas brutal. É o que eu amo no show; eu gosto dissoTemerárionão tem medo de ser tão explícito.

Matt e Foggy são abordados para trabalhar no caso e ser a equipe de defesa de Healy. Depois de uma série de reviravoltas de Matt, eles aceitam o caso porque é muito dinheiro para recusar. Matt definitivamente ultrapassa os limites do que é apropriado dizer ao seu cliente; mesmo quando eles se encontram pela primeira vez com Wesley, Matt é firme com ele. Gosto que Matt tenha que aprender a equilibrar os sentimentos do Demolidor com os seus. Até Foggy começa a questionar a mudança de julgamento de Matt. Foi muito bom testemunhar Matt fora do processo por tanto tempo neste episódio e vê-lo ser um advogado.

Somos apresentados a Ben Urich; ele se encontra com um amigo para obter informações privilegiadas sobre o recente crime em Hell’s Kitchen. Ben é um personagem de quadrinhos conhecido que aparece em ambosTemerárioehomem Aranhaquadrinhos como escritor Daily Bugle. Estou tão animado que Ben está no show; ele é um bom personagem para incluir nisso. Infelizmente, Ben não está no Clarim emTemerário, e em seu jornal atual, seu chefe recusa sua ideia de crime porque não é uma peça fofa 'sexy'. Eu gosto da história de Ben até agora; ele tem problemas com a esposa, não está ganhando dinheiro suficiente, mas faz a coisa certa e permanece fiel a si mesmo.

O fator de choque dos dois primeiros episódios agitados de Karen passou. Eu não desgosto de sua trama, mas ela desacelerou imensamente. Definitivamente, quero ver como sua história se desenrola, porque ela está cavando mais fundo e apenas arranhou a superfície de tudo. Karen é uma boa personagem e já cresceuTemerárioPrimeiras três horas; ela já está tentando se aproximar das pessoas que tentaram matá-la. Ela e Ben parecem ser uma boa combinação daqui para a frente, mas por outro lado, eu não era um grande fã de seu enredo neste episódio. Parecia um anticlímax em comparação com o caso judicial com o qual Foggy e Matt estão lidando.

Matt faz um discurso no tribunal no estilo Don Draper que é incrível; sério, a entrega de Charlie Cox na cena é fenomenal. Matt fala sobre moralidade e fatos, mas os apresenta de maneira crível. Ele solta uma linha rápida e sutil sobre Healy possivelmente enfrentando a justiça se ele sair livre. Healy fica livre por enquanto, mas Matt imediatamente se veste e vai dar-lhe o julgamento adequado. A luta entre eles é boa, e Healy é realmente capaz de se defender e desafiar Matt. Matt finalmente vence e força o nome de Fisk fora de Healy. Aparentemente, revelar seu nome é o pior tipo de traição, e Healy decide se matar batendo a cabeça em uma estaca. Outra morte chocantemente brutal na série.

No final do episódio, finalmente somos apresentados ao Rei do Crime, também conhecido como Wilson Fisk. Gostei da construção até este ponto e do enorme mistério que o cerca; dá a você uma noção de como seu personagem é intocável. Eu realmente amei comoTemeráriovem construindo sua revelação de baixo para cima, assim como um mistério policial onde eles não sabem quem está no topo liderando tudo. D'Onofrio parece incrível, e mal posso esperar para vê-lo mais enquanto o show continua. Este primeiro vislumbre dele foi bom, mas agora estou morrendo por mais.

Eu gostei desse episódio deTemerárioe pensei que continuava bem a série. Não foi um episódio tão marcante quanto os dois primeiros da série, mas ainda entregou algumas cenas bem planejadas e bem escritas para os personagens. Como eu disse, adorei o discurso de Matt no tribunal e vê-lo ter sucesso na vida real em comparação com a máscara. É ótimo ter oficialmente Fisk na série, e espero que vejamos os dois personagens construindo suas formas finais de 'Demolidor' e 'Rei do Crime' durante o resto da temporada.

[Foto via Netlfix]